• 01/06/2022

    Museu da Fumacense Alimentos é palco de curso para merendeiras e zeladoras

    Profissionais desfrutaram da estrutura completa do local para aprender sobre boas práticas de higiene sanitária, além de opções de receitas sem glúten e sem lactose

    Desde sua abertura, algumas instituições de ensino da região têm visitado o Museu da Fumacense Alimentos. Agora, foi a vez de merendeiras e zeladoras de Morro da Fumaça (SC) aproveitarem da estrutura – que conta com uma cozinha completamente equipada – para um curso sobre práticas de higiene sanitária e maneiras de atender às necessidades de uma alimentação restrita – no caso dos alunos que possuem alguma alergia ou intolerância.

    Idealizado pelo Observatório Social de Morro da Fumaça, o projeto tem como objetivo, viabilizar a capacitação de 57 profissionais que atuam nas escolas e creches da cidade. “Notamos que seria de grande valia um curso que tirasse as dúvidas da maneira correta de armazenar cada alimento. Além disso, também queríamos mostrar algumas receitas fáceis e saborosas sem glúten e lactose”, afirma a coordenadora do Observatório Social de Morro da Fumaça, Camila Bueno.

    Primeira etapa

    Dessa maneira, a organização elaborou um workshop dividido em duas etapas para aprimorar o conhecimento e mostrar a importância que elas desempenham no dia a dia. No primeiro momento, as merendeiras e zeladoras tiveram uma palestra com a médica veterinária Cyntia Michielin Lopes.

    Durante a conversa, as colaboradoras das escolas intensificaram seus conhecimentos sobre a importância do uniforme e do controle da temperatura dos ambientes. “É importante que elas saibam a relevância que essa função tem e os cuidados que necessita. Por isso, também alertamos sobre as possíveis doenças que são transmitidas por meio dos alimentos e o veículo de transmissão”, evidencia Cyntia.

    Receitas inclusivas

    A segunda parte consistia em mostrar opções de pratos simples e gostosos para os alunos que, por ventura, são alérgicos à proteína do leite, intolerantes à lactose ou celíacos. Para isso, a engenheira química e gastróloga Ana Julia Cesca Salvan adaptou algumas receitas utilizando os produtos da RisoVita – marca da Fumacense Alimentos – e mostrou o passo a passo para que as merendeiras e zeladoras possam replicar os preparos nas unidades de ensino.

    “Essa troca do leite ou da farinha de trigo por alimentos à base de arroz é algo bem tranquilo de se fazer. O bolo ou o pão que elas venham a preparar fica super fofinho e com o mesmo gosto. Ou seja, ao optar por esses produtos mais inclusivos, elas não precisam criar duas receitas, já que todos podem consumir”, avalia Ana.

    E os ensinamentos foram considerados imprescindíveis pelas profissionais capacitadas. “Esse curso foi valioso, pois nos trouxe muitas novidades e receitas que nem imaginávamos. Agora é colocar em prática os aprendizados”, ressalta a zeladora Michele de Souza Einecke.

    VOLTAR
  • Assuntos relacionados:

    Relacionados:

    Imagem da notícia

    27/06/2022

    Fumacense Alimentos doa meia tonelada de arroz para afetados pelas chuvas em Pernambuco

    Leia Mais
    Imagem da notícia

    23/06/2022

    Para integrar colaboradores, Fumacense Alimentos realiza “Café com o Diretor”

    Leia Mais
    Imagem da notícia

    19/05/2022

    Fumacense Alimentos chega aos 52 anos com planos de investimentos e consolidação

    Leia Mais